Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Limpeza da Vesícula e Fígado (Liver Flush)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Limpeza da Vesícula e Fígado (Liver Flush) em Sab Jun 23, 2012 7:54 am

Al McAllister


Admin
“Isso é controverso, mas sei que funciona, como médico nunca vi isso falhar, e salvou minha vida em 1998-99.”
Dr. Kenneth R. Sutter II (veja perfil - http://curezone.com/forums/f.asp?f=837)

LIVER FLUSH procedimento

Ingredientes:
1. 90 ml suco de limão. (1 a 2 limões)

2. Cloreto de magnésio, na farmácia – misture em garrafa de água de um litro e meio. Beba 100 ml ao acordar no dia seguinte após o flush, e nos dias subsequentes.

3. Azeite de oliva. Regular extra virgem.

4. Coca Cola Clássica. E garrafa, não de lata. (sim, pode ser garrafa de plástico)

5. Suco de maçã: durante 3 dias antes de fazer o flush, beba 4 copos de 180 ml de suco de maçã durante o dia, alimente-se normalmente - mas evite alimentos gordurosos. O suco de maçã amacia as pedras. No dia que você for fazer o “flush” almoce e pelo resto do dia beba suco de maçã à vontade, se sentir fome, beba mais suco. Faça o procedimento uma hora e pouco antes de se deitar para dormir.

O Flush:

Misture:
90 ml de suco de limão
100 ml de azeite
100 ml de Coca Cola Clássica. (sacuda a Coca algumas vezes para soltar o gás)

Coloque uma música, ligue a televisão em um programa interessante, é para relaxar, você vai ficar uma hora deitado. Misture tudo vigorosamente, não sacuda. Beba e imediatamente se deite no seu lado direito, com os joelhos dobrados um pouco, a cabeça apoiada normalmente no travesseiro. Fique assim durante 30 minutos, depois 15 minutos no seu lado esquerdo e 15 minutos de barriga para cima. Levante e caminhe um pouco, nada forçado. E volte para a cama para dormir.

Resultados: Em poucas horas o azeite passa pelo organismo, se sentir alguma náusea, trate com chá de gengibre ralado ou hortelã. A náusea desaparece na medida que o corpo expele o azeite. Dentro de 12 a 24 horas os resíduos que estavam congestionando a vesícula e fígado começam a passar, pedras amolecidas, parasitas, e resíduos linfáticos. Beba bastante água e suco de maçã durante os próximos dias.

Os efeitos são dramáticos e trazem muitos benefícios. Para manutenção faça esse “flush” duas vezes ao ano.

www.soubem.com

http://curezone.com/m/profile.asp?un=knows fórum CureZone


_________________
© 2007-2014 Soubem Ltda.    www.soubem.com
http://soubem.com

2 Complemento ao protocolo acima, e para os rins em Sab Jun 23, 2012 10:41 am

Al McAllister


Admin
IMPORTÂNCIA DO CLORETO DE MAGNÉSIO

O magnésio produz o equilíbrio mineral, anima os órgãos e suas funções (catalisadoras), como os rins para eliminar o ácido úrico nas artroses. Descalcifica até as finas membranas nas articulações e as escleroses calcificadas, para evitar enfartes, purificando o sangue. Vitaliza o cérebro, desenvolve ou conserva a juventude até alta idade.

Depois dos 40 anos, o organismo absorve sempre menos magnésio, produzindo velhice e doenças.

Veja também www.ormus.com.br Orme contém magnésio.



Texto completo:
Os desenganados de bico-de-papagaio, nervo ciático, coluna e calcificação têm cura perfeita, indolor, fácil e barata. E ao mesmo tempo cura para todas as doenças causadas pela carência de magnésio no passado, até a artrose.


CURA DO PADRE BENO

Dez anos antes de começar o tratamento com o cloreto de magnésio, padre Beno J. Schorr estava com 61 anos e quase paralítico. O processo começou com pontadas agudas na região lombar, diagnosticadas como um bico de papagaio, incurável segundo o médico. Depois, tinha um peso crescente na barriga da perna direita, que acabou virando uma dor que só aumentava. Já mal se levantava da cama, sentindo um formigar descer pela perna até aos pés, causado pelo bico de papagaio, que apertava o nervo ciático e quando em pé e curvado lhe dava folga.

Fazia praticamente todos os seus trabalhos sentado, menos a missa, até que sua situação piorou e acabou tendo que rezar a missa também sentado.

Consultando novos médicos, soube que tinha um bando de bicos-de-papagaio calcificados, em grau avançado, e que nada era possível fazer. Aplicações de ondas curtas e distensões da coluna não tiravam a dor. Dormia enrolado na cama como um gato, sem poder se endireitar, pois a dor o acordava.

Foi então que, num encontro dos jesuítas cientistas em Porto Alegre, encontrou padre Suarez, que falou da cura com CLORETO DE MAGNÉSIO, mostrando o livrinho do padre Puig, jesuíta espanhol que a descobriu.

Contou que sua mão estava até dura de tão calcificada, mas com esse sal voltou a se movimentar e que outros parentes seus também já haviam se curado.

Padre Beno começou a tomar o remédio e 20 dias depois acordou estirado na cama, sem dor. Depois de 30 dias nada mais doía. Aos 40 dias, caminhou o dia inteiro, com pequeno peso. Em 3 meses sentia crescer a flexibilidade. Depois de dez meses se dobrava quase como uma cobra.

O magnésio arranca o cálcio dos lugares indevidos e o fixa solidamente nos ossos. Além disso, padre Beno tinha a pulsação seguidamente abaixo de 40 e ela se normalizou. O sistema nervoso ficou notoriamente calmo, ganhou maior lucidez, o sangue ficou descalcificado e fluido. As freqüentes pontadas do fígado sumiram, a próstata, que estava para ser operada, já não incomodava muito. E outros efeitos devolveram ao padre a alegria de viver.

Por isso, ele se viu obrigado a repartir o "jeitinho" que o bom Deus deu a ele, divulgando o remédio.

Centenas se curaram em Santa Catarina, depois de anos de sofrimento de males da coluna, artrose, etc. E mandam também cópias a outros desenganados.


IMPORTÂNCIA DO CLORETO DE MAGNÉSIO

O magnésio produz o equilíbrio mineral, anima os órgãos e suas funções (catalisadoras), como os rins para eliminar o ácido úrico nas artroses. Descalcifica até as finas membranas nas articulações e as escleroses calcificadas, para evitar enfartes, purificando o sangue. Vitaliza o cérebro, desenvolve ou conserva a juventude até alta idade.

Depois dos 40 anos, o organismo absorve sempre menos magnésio, produzindo velhice e doenças. Por isso ele deve ser tomado como preventivo conforme a idade:

a) de 40 aos 55 anos – ½ dose diária.

b) de 55 aos 70 anos – 1 dose pela manhã.

c) de 70 aos 100 anos – 1 dose pela manhã e 1 dose à noite.
Atenção: para as pessoas da cidade com alimentos de baixa qualidade (refinados e enlatados), um pouco mais; e para as pessoas do campo, um pouco menos.
Não cria hábito, mas deixando de tomá-lo perde-se a proteção. As doenças, dores e o desgaste natural serão bem atenuados ou até eliminados.

O magnésio não é remédio, mas alimento sem contra-indicação, por isso é compatível com qualquer medicamento simultâneo. O adulto precisaria obter dos alimentos o equivalente a 3 doses e, não o conseguindo, deveria complementá-los, à parte, para não adoecer. Dificilmente passará do limite, por isso as doses indicadas para os de 40 a 100 anos são as mínimas.

Tomando as doses para uma doença só, as demais serão curadas ao mesmo tempo, porque o sal põe em ordem todo o corpo.


FORMAÇÕES ORGÂNICAS

a) Bico de papagaio, nervo ciático, coluna, calcificação, surdez por calcificação: Tomar 1 dose pela manhã, 1 dose à tarde e 1 dose à noite. Quando curado, deve-se tomar o cloreto de magnésio como preventivo, isto é, conforme a idade.


b) Artrose (o ácido úrico se deposita nas articulações do corpo, visivelmente nos dedos, até que incham, porque os rins estão falhando por falta de magnésio): Tomar uma dose de manhã. Se em 20 dias não sentir melhoras e não reparar em anormalidades, tomar uma dose pela manhã e 1 dose à noite. Depois de curado, continuar com as doses como preventivo.

c) Próstata: Tomar 2 doses de manhã, 2 doses à tarde e 2 doses à noite. Ao melhorar tomar como preventivo.

d) Problemas da velhice – rigidez muscular, câimbras, tremor, artérias duras, falta de atividade cerebral: 1 dose de manhã, 1 dose à tarde e 1 dose à noite.

e) Câncer: Consiste em células mal formadas por falta de alguma substância (refinados) ou presença de partículas tóxicas. Essas células anárquicas não se harmonizam com as sadias, mas são inofensivas até certa quantidade. E o magnésio consegue combatê-las facilmente, vitalizando as sadias. Infelizmente todo processo canceroso não causa nenhuma dor de alerta, até aparecer o tumor, que segrega tóxicos (vírus muito variados), que invadem as células sadias em ramificações. Aí o magnésio só pode frear um pouco, curar não.

Se no parentesco já houve câncer, nódulos debaixo da pele do seio, o magnésio é o melhor preventivo. Além dos alimentos cancerígenos que devemos evitar, o mais importante é guardar o equilíbrio mineral, tomando cloreto de magnésio em doses de prevenção.

Basta o corpo estar devidamente mineralizado para se ver livre de quase todas as doenças.


ATENÇÃO!
O cloreto de magnésio para uso humano tem que ser do tipo PA (puro para análise) e sua cor é bem branca. É normal empedrar, mas isso não altera seu teor de qualidade.

COMO PREPARAR

Dissolver numa jarra 100 gramas de cloreto de magnésio em 3 litros de água filtrada (33 gramas por litro). Depois de bem misturado, colocar em vidros (não usar recipientes de plástico). A dose é de um copinho de café, conforme a idade e a necessidade.

Fonte:Texto adaptado do site aqui.
http://www.tssal.com.br/tssal_saude_br_mgcl.html


_________________
© 2007-2014 Soubem Ltda.    www.soubem.com
http://soubem.com

3 Limpeza figado (liver flush) em Sab Jul 28, 2012 3:21 pm

Astridl


Leitura adicional recomendada antes de decidir por tal procedimento:

The
liver flushes involving the olive oil, lemon juice and magnesium
sulfate do not flush out gallstones. The so called "stones" are an
insoluble complex formed from a reaction between the sterols found in
the olive oil and cholesterol from food or bile salts in the intestines.
This is why these "stones" float instead of sinking like real
gallstones.


It is actually impossible
to pass most real gallstones since they tend to much larger than the
bile ducts, even when dilated with the magnesium sulfate. It would be
like trying to fit a golf ball through the eye of a needle. The reason
people feel better after this "flush" is because the olive oil helps to
stimulate the gallbladder so the bile is not stagnant. And bile
stagnation is a common contributor to gallstone formation.


If people really have
gallstones then it is best to dissolve them rather than try to pass
them. Trying to pass them can cause stones to lodge in the bile ducts,
which requires emergency surgery. Most gallstones form as a result of
more cholesterol than the bile can dissolve, so the excess cholesterol
precipitates out leading to stone formation. Women are more prone to
gallstone formation due to their hormones. Estrogen stimulates the
release of cholesterol in to the gallbladder, while progesterone is a
smooth muscle relaxant which increases stagnation of bile increasing
stone formation.


Bile itself is a fat
emulsifier, and it is the high lecithin content (about 80% lecithin)
that gives bile its emulsification properties. Therefore increasing
bile helps to prevent and dissolve gallstones. Bile formation can be
improved by getting plenty of fiber in the diet.


Bitters also help. As
bitter tasting herbs hit the bitter receptors of the tongue the vagus
nerve is stimulated. This in turn kicks up stomach acidity, bile
secretion, and pancreatic enzyme release. This is why these are often
sold under the name digestive bitters. They also stimulate the liver to
flush, so it is very important to drink plenty of water throughout the
day when using bitters. This flushing of the liver will also help with
hormone regulation as the liver breaks down excess hormones including
estrogen and progesterone.


Lecithin granules will also
help by providing a building block for the bile. Make sure to use the
granules, not the softgels or liquids, which are highly diluted with soy
oil. The granules provide more lecithin because they are deoiled
concentrating the lecithin. Finally, it is helpful to ingest SMALL
amounts of good oils, like olive oil, with each meal to facilitate
gallbladder contractions to prevent stagnation of the bile.


Do forum "The Truth in Medicione", também do site "Cure Zone".

Astridl


No fórum de "Truth in Medicine", basta digitar "liver flush" na busca e tem bastante informação para pensar.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum